<META content="MSHTML 6.00.2900.2604" name=GENERATOR><link rel="me" href="https://www.blogger.com/profile/10109818570178200310" /> <link rel="openid.server" href="https://www.blogger.com/openid-server.g" /> <!-- --><style type="text/css">@import url(https://www.blogger.com/static/v1/v-css/navbar/3334278262-classic.css); div.b-mobile {display:none;} </style> </HEAD> <BODY><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d24616321\x26blogName\x3dQuem+Manda+Aqui+%7Bainda%7D+Sou+Eu!!!\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://maedocaio.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://maedocaio.blogspot.com/\x26vt\x3d7069241659767475806', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Arquivo
Posts Recentes

Contador



online

credits
Layout Tati Tilli ;]

Hospedagem de Comentários - Haloscan Hospedagem de Imagens - Photobucket Hospedagem do Blog - Blogspot


Créditos de Html

Pannasmontata
13 de jan de 2009
E aí, - Normal ou Cavada???

E aí, - Normal ou Cavada???


Recebi por e-mail, e.... Bem foi assim mesmo sem tirar nem por... (oi?)


Foi assim que decidi, por livre e espontânea pressão de amigas, me render à depilação na virilha. Falaram que eu ia me sentir dez quilos mais leve.
Mas acho que pentelho não pesa tanto assim.

Disseram que meu namorado ia amar, que eu nunca mais ia querer outra coisa.

Eu imaginava que ia doer, porque elas ao menos me avisaram que isso aconteceria. Mas não esperava que por trás disso, e bota por trás nisso, havia toda uma indústria pornô-ginecológica-estética.
- Oi, queria marcar depilação com a Penélope.

- Vai depilar o quê?

- Virilha.

- Normal ou cavada?

Parei aí. Eu lá sabia o que seria uma virilha cavada. Mas já que era pra fazer, quis fazer direito.
- Cavada mesmo.

- Amanhã, às... Deixa eu ver...13h?

- Ok. Marcado.

Chegou o dia em que perderia dez quilos.

Almocei coisas leves, porque sabia lá o que me esperava, coloquei roupas bonitas, assim, pra ficar chique. Escolhi uma calcinha apresentável. E lá fui.

Assim que cheguei, Penélope estava esperando.

Moça alta, mulata, bonitona.

Oba, vou ficar que nem ela, legal.

Pediu que eu a seguisse até o local onde o ritual seria realizado. Saímos da sala de espera e logo entrei num longo corredor. De um lado a parede e do outro, várias cortinas brancas. Por trás delas ouvia gemidos, gritos, conversas. Uma mistura de Calígula com O Albergue.

Já senti um frio na barriga ali mesmo, sem desabotoar nem um botão.

Eis que chegamos ao nosso cantinho: uma maca, cercada de cortinas.
- Querida, pode deitar.

Tirei a calça e, timidamente, fiquei lá estirada de calcinha na maca.

Mas a Penélope mal olhou pra mim. Virou de costas e ficou de frente pra uma mesinha. Ali estavam os aparelhos de tortura. Vi coisas estranhas. Uma panela, uma máquina de cortar cabelo, uma pinça. Meu Deus, era O Albergue mesmo.

De repente ela vem com um barbante na mão. Fingi que era natural e sabia o que ela faria com aquilo, mas fiquei surpresa quando ela passou a cordinha pelas laterais da calcinha e a amarrou bem forte.
- Quer bem cavada?

_..é... é, isso.


Penélope então deixou a calcinha tampando apenas uma fina faixa da Abigail, nome carinhoso de meu órgão, esqueci de apresentar antes.
- Os pêlos estão altos demais. Vou cortar um pouco senão vai doer mais ainda.

- Ah, sim, claro.

Claro nada, não entendia porra nenhuma do que ela fazia. Mas confiei.

De repente, ela volta da mesinha de tortura com uma espátula melada de um líquido viscoso e quente (via pela fumaça).
- Pode abrir as pernas.

- Assim?
- Não, querida. Que nem borboleta, sabe? Dobra os joelhos e depois joga cada perna pra um lado.
- Arreganhada, né?

Ela riu. Que situação.


E então, Pê passou a primeira camada de cera quente em minha virilha Virgem.
Gostoso, quentinho, agradável.
Até a hora de puxar. Foi rápido e fatal.
Achei que toda a pele de meu corpo tivesse saído, que apenas minha ossada havia sobrado na maca. Não tive coragem de olhar. Achei que havia sangue jorrando até o teto.
Até procurei minha bolsa com os olhos, já cogitando a possibilidade de ligar para o Samu. Tudo isso buscando me concentrar em minha expressão, para fingir que era tudo supernatural. Penélope perguntou se estava tudo bem quando me notou roxa.

Eu havia esquecido de respirar. Tinha medo de que doesse mais.
- Tudo ótimo. E você?

Ela riu de novo como quem pensa "que garota estranha".

Mas deve ter aprendido a ser simpática para manter clientes. O processo medieval continuou.
A cada puxada eu tinha vontade de espancar Penélope. Lembrava de minhas amigas recomendando a depilação e imaginava que era tudo uma grande sacanagem, só pra me fazer sofrer. Todas recomendam a todos porque se cansam de sofrer sozinhas.
- Quer que tire dos lábios?
- Não, eu quero só virilha, bigode não.
- Não, querida, os lábios dela aqui ó.

Não, não, pára tudo. Depilar os tais grandes lábios? Putz, que idéia. Mas topei.
Quem está na maca tem que se fuder mesmo.
- Ah, arranca aí. Faz isso valer a pena, por favor.

Não bastasse minha condição, a depiladora do lado invade o cafofinho de Penélope e dá uma conferida na Abigail.
- Olha, tá ficando linda essa depilação.
- Menina, mas tá cheio de encravado aqui. Olha de perto.

Se tivesse sobrado algum pentelhinho, ele teria balançado com a respiração das duas.

Estavam bem perto dali. Cerrei os olhos e pedi que fosse um pesadelo.
"Me leva daqui, Deus, me teletransporta".
Só voltei à terra quando entre uns blábláblás ouvi a palavra pinça.
- Vou dar uma pinçada aqui porque ficaram um pelinhos, tá?
-Pode pinçar, tá tudo dormente mesmo, tô sentindo nada.

Estava enganada. Senti cada picadinha daquela pinça filha da mãe de arrancar cabelinhos resistentes da pele já dolorida. E quis matá-la.
Mas mal sabia que o motivo para isso ainda estava por vir.
- Vamos ficar de lado agora?- Hein?
- Deitar de lado pra fazer a parte cavada.

Pior não podia ficar.
Obedeci à Penélope.
Deitei de ladinho e fiquei esperando novas ordens.
- Segura sua bunda aqui?
- Hein?
- Essa banda aqui de cima, puxa ela pra afastar da outra banda.

Tive vontade de chorar. Eu não podia ver o que Pê via. Mas ela estava de cara para ele, o olho que nada vê. Quantos haviam visto, à luz do dia, aquela cena? Nem minha ginecologista. Quis chorar, gritar, peidar na cara dela, como se pudesse envenená-la. Fiquei pensando nela acordando à noite com um pesadelo.

O marido perguntaria:
- Tudo bem, Pê?
- Sim... sonhei de novo com o cu de uma cliente.

Mas de repente fui novamente trazida para a realidade.

Senti o aconchego falso da cera quente besuntando meu Twin Peaks.
Não sabia se ficava com mais medo da puxada ou com vergonha da situação. Sei que ela deve ver mil cus por dia. Aliás, isso até alivia minha situação. Por que ela lembraria justamente do meu entre tantos? E aí me veio o pensamento: peraí, mas tem cabelo lá?Fui impedida de desfiar o questionamento. Pê puxou a cera.

Achei que a bunda tivesse ido toda embora. Num puxão só, Pê arrancou qualquer coisa que tivesse ali. Com certeza não havia nem uma preguinha pra contar a história mais. Mordia o travesseiro e grunhia ao mesmo tempo. Sons guturais, xingamentos, preces, tudo junto.
- Vira agora do outro lado.


Porra.. por que não arrancou tudo de uma vez? Virei e segurei novamente a bandinha. E então, piora. A broaca da salinha do lado novamente abre a cortina.
- Penélope, empresta um chumaço de algodão?

Apenas uma lágrima solitária escorreu de meus olhos.
Era dor demais, vergonha demais.
Aquilo não fazia sentido. Estava me depilando pra quem? Ninguém ia ver o tobinha tão de perto daquele jeito. Só mesmo Penélope. E agora a vizinha inconveniente.
- Terminamos. Pode virar que vou passar maquininha.
- Máquina de quê?!
- Pra deixar ela com o pêlo baixinho, que nem campo de futebol.
- Dói?
- Dói nada.
- Tá, passa essa merda...
- Baixa a calcinha, por favor.

Foram dois segundos de choque extremo.
Baixe a calcinha, como alguém fala isso sem antes pegar no peitinho?
Mas o choque foi substituído por uma total redenção. Ela viu tudo, da perereca ao cu. O que seria baixar a calcinha? E essa parte não doeu mesmo, foi até bem agradável.

- Prontinha. Posso passar um talco?
- Pode, vai lá, deixa a bicha grisalha.
- Tá linda! Pode namorar muito agora.

Namorar...namorar... eu estava com sede de vingança.
Admito que o resultado é bonito, lisinho, sedoso. Mas doía e incomodava demais. Queria matar minhas amigas. Queria virar feminista, morrer peluda, protestar contra isso. Queria fazer passeatas, criar uma lei antidepilação cavada.
Filha da puta foi a mulher que inventou a "cavadinha".

 
Por Tati às 1/13/2009 12:06:00 PM | Link do Texto

| 2 Ou aqui
10 de dez de 2008
Dia de Cão
Dia de cão, quem nunca teve??

Seja por causa de uma puta T.P.M. ( lê-se: mulher perigosa, não lhe dê uma arma! ), alguma coisa que deu errado, um problema que não se resolve, ou simplesmente por ser um dia de cão mesmo.
O céu hoje de manhã não estava dos mais azuis ja vistos, mas também não anunciava nada além de um ventinho no final da tarde. No meio do dia um calor infernal, e faltando 10 minutos pra eu sair do trabalho começa a garoar.
Pensei comigo:
- Uma garoinha de nada, não sou de açúcar nem de papel, portanto vou na fé chuva sem medo de ser feliz! perder o ônibus .
Mas como a Lei de Murphy não perdoa, foi só eu sair da loja e dar 10 passos pro céu desabar e cair aquela chuva...
Meti a mão dentro da bolsa e soltei um sonoro e alto PUTAQUEOPARIUUU esqueci o guarda-chuva.
Tudo bem, é só dar uma paradinha na frente do buteco cheio de tios fedidos e banguelas e esperar a chuva passar. Minutos depois voltou a garoa fina, mas devido à mega chuva que tomei por instantes, naquele momento eu parecia um cachorro daqueles bem peludos, mal tosado e que tomou chuva, sentiu o drama? Só pra ajudar fui passar a mão no rosto pra enxugar, e meti o dedão no olho, no mesmo momento em que me lembrei que estava de lápis e rímel (oi?).
A visão do inferno estava formada.

Pensa num cão descabelado com cara de panda, era eu mesma. Esqueci de contar que não estava nos meus melhores dias, você que é mulher entende o que eu quero dizer né? ( e depois dessa indireta os homens também ja entenderam... ta bom cacete tô de chico! )
Saí da frente do buteco e comecei a andar em direção ao ponto de ônibus e a Lei de Murphy agiu novamente, dessa vez sem dó nem piedade, mandando uma chuva de fazer inveja a qualquer pobre mortal do sertão que só vê chuva pela televisão. Já estava muito puta da vida por estar descabelada, com zói de panda, os pés encharcadas e de chico!

Mas não minhas amigas, a sacanagem não parou por aí... parei na calçada esperando o semáforo fechar pra atravessar a rua e um zé ruela passa a milhão de carro do meu lado, juro que se não me molhou o útero, faltou bem pouco. Xinguei até a oitava geração dele, respirei fundo e quando ia atravessando a rua vi meu ônibus passar.

Quase pude ver o motorista me dando tchauzinho, o cobrador fazendo aquele famoso gesto obceno que significa eu eu eu, ela se... deu mal, e o povo do busão rindo e apontando pra minha cara de panda e meu cabelo, ou o que sobrou dele.
Nessa hora quase soltei um:
- Vaaaaai, joga bosta agora!
Respirei fundo mais uma vez e pensei:
bem, pelo menos estou no ponto de ônibus, não era aí que eu chegar? Meio caminho andado. Chegou o ônibus.
Entrei e percebi uns olhares do tipo:
- Nossa coitada, a bebida acaba mesmo com a pessoa...
Logo vi um banco vazio e corri sentar. Ao menos tentei né, porque minha calça colou na perna de tão encharcada que estava dando aquela sensação agradabilíssima de bem estar...
Cada um que entrava no ônibus me olhava com uma cara de dó, que até eu já estava ficando com dó de mim mesma. Fui secando no arzinho do busão, não entenda ar condicionado quando eu disse arzinho, e sim uns mini ventiladores que tem no teto do ônibus.
Não sei se era pior o poodle molhado ou seco depois da chuva. Dei uma passadinha de leve no olho pra ver em que pé a coisa estava e meu dedo ficou pretinho pretinho, me fazendo imaginar a figura deplorável que estavam vendo quando me olhavam...

Cheguei em casa e corri tomar um banho quente, meu cabelo não dava pra saber o que era nó e o que era cabelo. Agora pergunta se coloquei o guarda chuva na bolsa depois de tudo que passei?? Pra que minha gente?
Onde fica a emoção?
Ahhhh vou aproveitar que lembrei do maldito e correr por ele dentro da bolsa. E só pra entender pra quem não sabe o que é Lei de Murphy:

se você passar margarina tabajara e sem sal no pão e ele cair no chão, com certeza vai cair com o recheio sebo virado para cima.

Agora experimenta passar aquele restinho de geléia light de frutas frescas que custou caro, se cair no chão com certeza vai cair com o recheio para baixo num chão imundo e cheio de pêlos de cachorro...
Isso minha gente é a famosa Lei de Murphy.

Desabafada e aliviada
me sentindo 3kg mais leve...
Ta bommm 100 gramas.

Humpf!
 
Por Tati às 12/10/2008 10:22:00 PM | Link do Texto

| 0 Ou aqui
5 de dez de 2008

Concurso Garota da Laje

Sim caros senhores, o mundo bizarro não tem limites e pelo visto os concursos bizarros também não!

Se vc assim como eu pensava que laje era lugar só de pedreiro... Na-na-ni-na-no-ca!

Pois é, um mercado popular carioca está promovendo o concurso “Garota da Laje”
As canditadas inclusive ensinam suas receitas (lê-se: trambiques) para ter aquele bronzeado... “Gosto de usar óleo de amêndoas ou de urucum e um balde com sal grosso para sentir o gostinho do mar”, - ( Ohmaigod! )

Entre os prêmios, um carro usado ano 2001, uma piscina de fibra, uma laje pré-moldada (Deusépai), um microsystem, uma churrasqueira e R$ 199 em artigos de R$ 1,99. Para se inscrever basta ter mais de 18 anos e levar uma foto em traje de banho para a Rádio, no Centro da cidade.

“Queremos transformar o brega em cult (oi?) e parar com isso da ditadura da beleza, homem não liga para celulite nem estria (tenkiú as minhas agradecem...). São meninas que moram em comunidades e por causa da distância da praia, do ônibus cheio e da violência preferem ficar em suas lajes e quintais”, explica o organizador do evento.

Ta afim de ganhar um carro 2001?

Trocar a laje?

Fazer um churrasco de gato no fim de semana?

Dar uns mergulhos?

Ou podem combinar entre as vencedoras e marcar um churrasco na laje, ouvindo um som, comendo uma carne e dando uns mergulhos... O que comprar no 1,99 a gente resolve depois ok?

As inscrições vão até dia 31 de janeiro.

As candidatas?

Sabe quando vc olha pra cara da fulana e pensa:

-Meu bem nem se tu tivesse num Dior, calçando sandálias Stuart Weitzman ( apenas 1.5 milhões de euros na pexinxa ), e comesse Caviar Almas Gold (18.000€ cada 100 grms que vem em latas de ouro de 26 quilates) ainda assim o pézinho na senzala não nega?

Preciso mesmo comentar??To achando que vou me inscrever, não tenho laje mas o quintal de casa é grande!

Abaixo minha foto (minterna urgente!) para a inscrição... ( hoho sério minha gente se eu um dia me increver num negócio desses manda matar, please!)






Votem em mim! quero a laje a a piscina!





Nota: Será que a miss caixa d'água do orkut vai participar??

 
Por Tati às 12/05/2008 03:25:00 PM | Link do Texto

| 3 Ou aqui
18 de nov de 2008
E mais uma vez.... Natal!

Ho-ho ho...

Mais um ano se passou e eis que o natal já está aí mais uma vez...

Foi dada a largada para a loucura ( e estrago ) geral que o natal faz no cartão de crédito, cheque especial e afins. As propagandas atrativas que anunciam parcelar em 200x no cartão de crédito, aquela sandália carésima que vc ja experimentou 3x ( em 3 idas diferentes, é claro...) que vc ja andou pensando:

- Vou me dar de presente esse ano, e foda-se!

As idas ao shopping a partir do começo do mes começam a ficar difíceis de se encarar, tornando a ficar impossíveis com a aproximação do dia 25. Mulheres eufóricas com suas 20 sacolas, que chegam as 10h da manhã e após 6horas rodando ( e comprando é lógico ) resolvem parar para um lanche rápido. A mesa com 4 cadeiras, que pela lógica daria para acomodar 4 pessoas, passa a acomodar somente a cidadã e mal dá para as 20 sacolas... acabo me divertindo com tais cenas.

Você é do tipo que acredita em Papai Noel?

Bem... sinto, lamento e choro, sem trauma ou peso algum em lhe informar que assim como duendes e coelhinhos da páscoa, o bom velhinho também não existe!!

E sabe por que Papai Noel não existe? Porque é homem. Dá para acreditar que um homem vai se preocupar em escolher o presente de cada pessoa da família, ele que nem compra as próprias meias? Que vai carregar nas costas um saco pesadíssimo, ele que reclama até para colocar o lixo no corredor? Que toparia usar vermelho dos pés à cabeça, ele que só abandonou o marrom depois que conheceu o azul-marinho? Que andaria num trenó puxado por renas, sem ar-condicionado, direção hidráulica e air-bag? Que pagaria o mico de descer por uma chaminé para receber em troca o sorriso das criancinhas? Ele não faria isso nem pelo sorriso da Luana Piovani! Mamãe Noel, sim, existe.

Quem coloca guirlandas nas portas, velas perfumadas nos castiçais, arranjos e flores vermelhas pela casa? Quem monta a árvore de Natal, harmonizando bolas, anjos, fitas e luzinhas, e deixando tudo combinando com o sofá e os tapetes? E quem desmonta essa parafernália toda no dia 6 de janeiro?

Papai Noel ainda está de ressaca no Dia de Reis. Quem enche a geladeira de cerveja, coca-cola e champanhe? Quem providencia o peru, o arroz à grega, o sarrabulho, as castanhas, o musse de atum, as lentilhas, os guardanapinhos decorados, os cálices lavadinhos, a toalha bem passada e ainda lembra de deixar algum disco meloso à mão?

Quem lembra de dar uma lembrancinha para o zelador, o porteiro, o carteiro, o entregador de jornal, o cabeleireiro, a diarista? Quem compra o presente do amigo-secreto do escritório do Papai Noel? Deveria ser o próprio, tão magnânimo, mas ele não tem tempo para essas coisas. Anda muito requisitado como garoto-propaganda.

Enquanto Papai Noel distribui beijos e pirulitos, bem acomodado em seu trono no shopping, quem entra em todas as lojas, pesquisa todos os preços, carrega sacolas, confere listas, lembra da sogra, do sogro, dos cunhados, dos irmãos, entra no cheque especial, deixa o carro no sol e chega em casa sofrendo porque comprou os mesmos presentes do ano passado?

Por trás do protagonista desse megaevento chamado Natal existe alguém em quem todos deveriam acreditar mais.

Por isso meninas, se estiverem pensando em pedir ao bom velhinho um Deus grego, moreno, de olhos claros.... que te ame e compreensa sua TPM, esqueça!!!

pode ser frustrante..

 
Por Tati às 11/18/2008 01:53:00 PM | Link do Texto

| 0 Ou aqui

É engraçado, quando ouvia dizer que nada como o tempo para curar as feridas, para esclarecer as dúvidas e blá blá blá Whiskas sache...Pensava que isso só funcionava nas novelas mexicanas e na casa perfeita dos vizinhos.

Mas sabe que as coisas estão realmente melhorando? A bagunça foi grande na minha cabeça, uma tristeza imensa tomou conta de mim e eu não tinha vontade de fazer absolutamente nada, mas acho que estamos melhor assim, até as conversas, humor estão ambos melhores.

Eu não sei muito o que falar em relação a esse assunto, e se querem saber não estou com vontade de falar sobre isso... Fico muito feliz em perceber que se preocupam comigo, e é por esse motivo que resolvi falar um pouco como estão as coisas por aqui.

Acho que preciso de mais um tempo pra falar do assunto sem que isso me abale, e posso dizer que estou bem melhor do que estava quando escrevi o post passado.

Realmente o tempo faz milagres, lava a alma, alivia o stress, recompõe...

Só quero dizer que estou bem, - estamos bem!

Do resto vamos deixar que o tempo se encarrega de cuidar.


“Trabalhe como se você não precisasse do dinheiro,
Ame como se você nunca tivesse sido magoado, e dance como
se ninguém estivesse te observando.”


bjokas

 
Por Tati às 11/18/2008 09:42:00 AM | Link do Texto

| 0 Ou aqui
21 de out de 2008
Meninas voltei.
Volto mas com notícias nada boas....
Me separei.
Pois é, algumas ja sabem, outras não. Estou muito triste, e com crises de "fossa"... passo bem alguns dias, e de repente...
cadê meu chão??
roubaram pq??
ninguém roubou. eu que perdi.
A última vez que me lembro de ter um sentimento parecido foi quando Caio nasceu e tive alta do hospital, saindo com uma sacola de roupas e deixando meu filho na U.T.I.
Ninguém pode me dizer o que estou sentindo, o que estou passando.
Minha sorte é ter meu filho perto, isso me faz respirar, me faz querer erguer a cabeça e continuar, faz eu desenterrar um sorriso, cavar lá do fundo... fundo esse que não tem fim.
É por ele hoje que vivo, chegar em casa e ouvir um "oi mamãe eu tava com saudade!" não tem preço, me acalma o coração, faz nascer uma flor dentro de mim.
Amor maior, maior que tudo.

Coloquei tudo nas mãos de Deus e pedi pra que ele cuide de nós, que nos mostre o caminho certo, o que tem guardado para nós.
Sei que não sou a única que passa por isso, mas se roubam seu carro, e alguém lhe diz que acontece com várias pessoas, vai aliviar seu sofrimento, sua frustração?

Caio está lindo, arteiro e meio bocudo, mas as crianças da idade dele que conheço passar por essa fase "do contra" então tento fazer meu melhor e educá-lo da melhor maneira possível explicando que fazer isso ou aquilo é errado e feio.
Ele fala de tudo, se adaptou a nova escola (agora estou morando na minha mãe) e fala sempre dos amigos novos, chega em casa um caco e quase sempre chega e capota na sala mesmo, sem banho, sem janta, vindo só após umas 2 horas de sono a jantar e tomar banho.
Eu não sei so ele entende o que está acontecendo, mas o bom relacionamento meu e do fer, faz com que as coisas pareçam como antes para ele.

Um menino lindo, carinhoso, que fala coisas pra lá de engraçadas... assim é o meu pequeno, sempre rindo, pulando, falando que eu to "muito teimosa" rs
Sempre elogiado por todos por ser educado, diz oi até quando vamos ao mercado, shopping pra pessoas que nunca viu.... - Oi tio, eu sou o caio! *mãe boba toda orgulhosa*
Quero ensinar meu filho a ser um homem do bem, um homem de princípios, honesto e trabalhador... a dar valor às pessoas, muito mais do que às coisas materiais.
Ele é uma criança de bem, se alguém bate nele, o coitadinho ainda vai e pede desculpas... melhor assim né?

Por conta do meu emocional passo dias sem vontade alguma de comer doce, pra logo em seguida ter vontade de devorar uma barra tipo daquelas de 1kg de chocolate...

Sabe aqueles dias intermináveis? Pois é meus dias parecem as vezes ter 48h.
Como ainda é mto recente, vou esperar essa ferida cicatrizar um pouco, porque por enquanto sabe aquele machucado que dói mas que é só cutucar pra ele latejar? assim está meu coração.
Mas Deus sabe das coisas, e não nos dá um fardo maior do que aquele que conseguimos carregar, e eu sei que Ele vai curar essa dor que sinto agora, mas tenho plena conciência que não vai ser no meu tempo, no tempo que eu gostaria (ou seja já!) mas eu tenho certeza que tudo isso vai me fazer amadurecer e eu vou procurar absorver e tirar proveito disso tudo, pq é nos momentos de dificuldade que crescemos, que damos valor ao que temos, ao que perdemos... por isso agradeço todos os dias na minha oração antes de dormir pelas dificuldades que passo.


Mas tô viva, não morri;
e vou superar tudo isso... ainda amo meu marido, como não amar depois de mais de 5 anos juntos?? acho ridículo quando as pessoas se separam e falam: - Meu casamento não deu certo...
?!? Como não deu certo?!?
E esse tempo todo que foram felizes, que se amaram???
Ahhh me poupem!!
Meu casamento deu muito certo, enquanto durou, só tenho coisas boas pra falar dele, como pai, como marido, como pessoa...
é difícil pra mim ainda. dói viu, só eu sei como dói...

O futuro está nas mãos de Deus, peço a Ele pra nos guiar e nos proteger, enquanto isso vou contando com as amizades sinceras que tenho que percebo o quanto estão preocupadas comigo, e assim vou levando meus dias... espero poder postar coisas boas, espero que esssa tristeza seja passageira.
bjos
 
Por Tati às 10/21/2008 04:41:00 PM | Link do Texto

| 0 Ou aqui
24 de set de 2008
Preparando post....
em breve to de volta.
Trabalhando desde maio, não tive como vir aqui...
(mentira, quem vê pensa que trabalha 23horas por dia....rs)

Mas quero voltar, isso me faz tão bem... posso descarregar meus cachorros sem ser chamada de louca.... hahaha

mas tbém por aqui fiz amizades sinceras, aí perdi contato, voltei, sumi de novo...
agora quero voltar e ficar.

bjos
 
Por Tati às 9/24/2008 09:20:00 PM | Link do Texto

| 0 Ou aqui
5 de mai de 2008
Será que faz tempo que eu não posto nada??
(vergonha...)

Váriasss coisas para contar, pouca memória para lembrar ( quase nenhuma pra dizer a verdade... ) eu sempre deixei bem claro que minha memória é um fiasco, até as coisas que fiz ontem ja estão ficando longeeeee...
Engraçado que isso só acontece com a minha memória recente, pq me lembro de coisas de quando era bem pequena, e quando digo bem pequena... é bem pequenininha mesmo.
Acredito que esse pequeno problema se deve as loucuras da minha aborrescência, que não foram poucas.... portanto quando alguém lhe disse que certas coisas destróem neurônios - acredite; é a mais pura verdade....rs

Aos trancos e barrancos vou tentar lembrar de algumas coisas....
Para começar o último post se deu no dia do aniversário do meu pai, eu não o via desde que o Caio tinha 3 meses, dá para acreditar?? o pq seria uma longa história, que não estou muito afim de entrar, mas garanto que não envole brigas nem coisas do gênero.

Não me recordo se ja contei, mas ja faz um bom tempo que o Caio saiu da fralda, incluindo a da noite, um alívio para nós, para ele e o bolso agradece tbém.
Enfim trocamos de carro, nada assim muito além do que ja tínhamos, mas não vamos dar o passo maior que a nossa perna, acabamos pegando um Pálio, e com o dinheiro que sobrou pegamos uma moto para economizar um pouco no combustível. Estou super feliz, pq acredito eu que fizemos um bom negócio com o dinheiro do meu processo.
Ja estou aprendendo a dirigir, e assim que eu estiver consideravelmente bem de volante vou tirar minha habilitação; mas não se preocupem, eu aviso qdo for sair na rua para correrem a tempo de guardar seus respectivos veículos na garagem..rs

O meu tempo de Amélia ja deu o que tinha que dar, e estou muito anciosa correndo atras de emprego, as propostas são péssimas na maioria das vezes, mas tenho fé, minha vez há de chegar.
Não ando com muita paciência, mas tbém não andam com muita paciênia para comigo, mas não estou ligando muito não, e estou escrevendo isso sem ler nem nada, e não vou ficar rasurando,deletando ou modificando qualquer coisa, sou humana, e pra piorar - mulher... as vezes (quase sempre, diga-se de passagem) sou um turbilhão de emoções, e ainda não aprendi direito a lidar com isso...
Portanto não reparem, e até peço desculpas se escrevi algo errado, ou incoerente, se comecei falando de xuxu e terminei falando de filosofia, mas de vez em quando é bom fazer essas loucuras, porque um post jorrante assim, que começa inocente e termina perguntando: - Vem cá, te conheço??
Faz um bem danado, alivia, desestressa, e é o que é importante, pq não nasci para agradar à todos....
E quer saber? vou fazer isso mais vezes...rs


 
Por Tati às 5/05/2008 10:27:00 PM | Link do Texto

| 1 Ou aqui
21 de fev de 2008
A-COR-DA!
Qual sua maior preocupação?
Onde vai ser a próxima balada?
Se você tá lindo(a) nas fotos do orkut?
Se o seu tênis é último modelo?
Se o som do seu carro é o mais alto da galera?
Se o seu cabelo tá bem liso?
Ah, tá, você odeia política. Você é "maior vibe", sente pena, faz sinal de paz nas fotos da rave, mas acha um saco ler sobre a guerra e sobre a violência, sobre trabalho escravo, sobre a fome e a pobreza, né? Porque a vida é uma festa e você não quer parar, né?

A-COR-DA!

O Mundo não é esse parque de diversão não! Esse mundo é SEU também.
FAÇA A SUA PARTE, mesmo que pequena.
Que a esperança seja um sentimento constante em cada ser que habita este planeta; que a humildade e o respeito residam na alma e no coração de todos e que saibamos amar e respeitar o próximo como a nós mesmos.
Tente se preocupar menos com sua vida e olhar mais a dos outros, o que você pode não querer mais usar , pode ser um sonho para os outros.. amor ao próximo , passe a diante!

( divulguem! FAÇA A SUA PARTE! )










Está chateado pq seu tênis não é aquele de R$ 500,00??




O que foi???
isso te incomoda?? Te deixa mal???
Que ótimo, mais um motivo pra fazer alguma coisa.
Parar de reclamar da vida ja é um bom começo... Deu pra perceber o quanto somos abençoados e não percebemos??

Estava precisando desse desabafo, o desrespeito ao ser humano, sabe essas coisas me fazem pensar assim, pq eu e vc temos o que comer, o que vestir e eles não tem??
o que nos torna mais humanos do que eles??
Dói saber que tem cachorro que come melhor do que eles...
Pensem nisso.


Fiquem com Deus. ( e que Deus esteja sempre com eles... )
 
Por Tati às 2/21/2008 07:42:00 PM | Link do Texto

| 0 Ou aqui
16 de fev de 2008
Exatamente 1 mes sem postar! (que vergonha...)
Por aqui está tudo bem, domingo retrasado foi aniversário do meu pequeno, sim!!!! 3 anos ja se passaram, e sinto que aquele bebezinho não existe mais, agora só um menino lindo que a cada dia nos surpreende com cada palavra nova, cada dancinha ( ele adora música! ).
Demorou para começar, mas saiu da fralda de vez! inclusive a noturna, sem fazer um xixi sequer desde que começamos a usar o vaso sanitário...
Orgulho?? é pouco, muito pouco...rs
Está comendo melhor, graças a combinação de Revitam Jr e Sustagem Kids, mas pelo menos está comendo...
Passei o carnaval na casa da minha mãe, o fer foi no acampamento dos meninos de carnaval e eu e o Caio ficamos na casa da minha e foi mto bom pq eu consegui descansar um pouco...
Dia 03 que era aniver do Caio como não fizemos nada fomos almoçar na casa do Bruno e da Paulinha, e a Talitha e o Josa tbém foram e foi bem gostoso... O Caio deu um show básico pq não queria ficar lá, mas depois como sempre correu tudo bem.
À noite fomos pra casa da minha mãe e a Diná com o Max foram lá e a ela fez um bolo delicioso para o Caio, nada demais, só estávamos nós mesmo por lá.
Eu finalmente consegui receber da Usina Royal ( meu antigo trabalho era o maior centro de entretenimento da América Latina! )
Nossa quanto tempo eu esperei e anseei pra dar essa notícia... desde outubro de 2003...
Mas tudo bem, a quebra de acordo me rendeu uma boa multa e os juros desde o acordo da minha audiência...

Hoje não estou muito afim de escrever, o Caio apesar de estar bem tem feito umas birras que tem me deixado maluca!
As vezes choro tanto, pq as coisas fogem do meu controle, e odeio não conseguir controlar tudo.
mas enfim, estamos todos vivos! rs

Sem mais vou deixar um texto que li no spaces da minha amiga Sylvia ( gente pode visitar, ela é o máximo, e acreditm além de minha ex-sogra é minha madrinha de casamento e uma grandeee amiga! bjos Syl!!!):




ATTITUDE!!

Uma mulher acordou uma manhã após a quimioterapia, olhou no espelho e percebeu que tinha somente três fios de
cabelo na cabeça.
- Bom (ela disse), acho que vou trançar meus cabelos hoje.
Assim ela fez e teve um dia maravilhoso.
No dia seguinte ela acordou, olhou no espelho e viu que tinha somente dois fios de cabelo na cabeça.
- Hummm (ela disse), acho que vou repartir meu cabelo no meio hoje.
Assim ela fez e teve um dia magnífico.
No dia seguinte ela acordou, olhou no espelho e percebeu que tinha apenas um fio de cabelo na cabeça.
- Bem (ela disse), hoje vou amarrar meu cabelo como um rabo de cavalo.
Assim ela fez e teve um dia divertido.
No dia seguinte ela acordou, olhou no espelho e percebeu que não havia um único fio de cabelo na cabeça.
- Yeeesss... (ela exclamou), hoje não tenho que pentear meu cabelo.


ATITUDE É TUDO!

Seja mais humano(a) e agradável com as pessoas.
Cada uma das pessoas com quem você convive está travando algum tipo de batalha.
Viva com simplicidade.
Ame generosamente.
Cuide-se intensamente.
Fale com gentileza.
E, principalmente, não reclame.
Se preocupe em agradecer pelo que você é, e por tudo o que tem!
E deixe o restante com Deus.

Doeu né?
pois é,
vou reclamar menos e agradecer mais.

bjos à todos
 
Por Tati às 2/16/2008 03:51:00 PM | Link do Texto

| 0 Ou aqui